A Influência da Psicomotricidade na Alfabetização | Escola Mappe

Um bom professor é aquele que auxilia o aluno em suas dificuldades, um excelente professor é aquele que exalta as facilidades, fazendo com que o aluno se esqueça por completo de suas dificuldades.

Professora: Renata Adiaci


O movimento é o meio pelo qual o indivíduo comunica-se e transforma o mundo que o rodeia é nesta linha de expressão onde o corpo fala. O corpo, a mente, o outro, o eu, a ação, o pensamento, a percepção, o real, o imaginário, a expressão, o afeto, estão estritamente ligados na criança desde a primeira idade e com o passar do tempo irão diferenciando-se e cada qual tomando sua função no desenvolvimento do indivíduo.


Considerando a complexidade do ser humano, considera-se relevante conhecer caminhos que o educador possa explorar habilidades motoras, não deixando de lado a conquista da individualidade de cada criança no que diz respeito ao conhecimento de seu Eu. É neste sentido da aprendizagem construtiva, significativa e global, que a psicomotricidade trabalha fazendo da transmissão de conhecimento com um leque de “descobertas”, pois se é a prática que nos ensina, vamos fazê-la voltada para uma realidade de mutações constantes.


A psicomotricidade deixou de ser estudada isoladamente: hoje, se encontra enriquecida com os estudos da via instintivo-emocional, com os da linguagem, com os da imagem do corpo, com os aspectos perceptivo-gnósicos e práxicos e toda uma rede interdisciplinar que veio dar ao estudo do movimento humano uma dimensão mais científica e menos mecanicista.


Vale salientar que, hoje, vemos que o movimento é uma significação expressiva e intencional, é uma manifestação vital da pessoal humana, pois é pelo movimento que o envolvimento atinge o pensamento. É esta intenção que dá ao movimento um conteúdo de consciência.


A psicomotricidade na fase de alfabetização aqui estudada traz no seu bojo o domínio da dependência entre pensamento e ação produzindo desenvolvimento, e ainda, suas contribuições na educação.


A psicomotricidade não é exclusiva de um novo método, ou escola, ou corrente de pensamento, ou técnica, ela visa fins educativos pelo emprego do movimento humano, já que o movimento é sempre a expressão de uma existência. A preocupação é conferir a cada movimento executado pela criança uma virtualidade cognitiva e prática. A ideia de psicomotricidade, demonstrada, é justificar o movimento com realização intencional, com atividade da totalidade, como expressão de uma personalidade e como um modo de relação particular com o mundo dos objetos e das pessoas.


Sem dúvida uma criança que não conhece a si mesmo e que não descobriu o mundo que a cerca não conseguirá também relacionar a sua educação escolar com a realidade cotidiana, e uma vez desvinculados esses fatores, desvinculada será sua concentração e capacidade de cognição em relação ao aprendizado.


Ante ao exposto, podemos ressaltar que psicomotricidade se propõe a permitir ao homem “sentir-se bem na sua pele”, permitir que se assuma como realidade corporal, possibilitando-lhe a livre expressão de ser. Não se pretende aqui considerá-la como uma “panacéia” não vá resolver todos os problemas encontrados em sala de aula. Ela é apenas um meio de auxiliar a criança a superar suas dificuldades de aprendizagem e prevenir possíveis inadaptações, auxiliando na alfabetização.



A Escola Mappe é desenvolvimento, preparação, formação e resultado no 🍼 Maternal 👶🏽Educação Infantil 👦🏼Fundamental I e II 👧🏻Ensino Médio. Conheça mais sobre nossa escola: 💻 mappe.com.br 📱 67 3431 1002 Parceiros: 🦁 @sistemaanglo 🧠 @escoladainteligencia.

Escola Mappe Ponta Porã