Trabalhar fora: como lidar com os receios e aproveitar melhor o tempo com os filhos? | Escola Mappe

Como os pais e mães que trabalham fora podem fortalecer o vínculo com a família e ter um tempo de qualidade quando estão com as crianças. Confira!


Se a opção de ter filhos traz desafios à carreira profissional na sociedade atual, não há quem possa falar melhor sobre isso do que as mães que trabalham fora. Afinal, são elas que sabem que a chegada de uma criança exige verdadeiros malabarismos para equilibrar os cuidados da maternidade e todos os outros compromissos.



Pesquisa recente da Fundação Joaquim Nabuco aponta que 50% das mulheres brasileiras saem do trabalho após receberem a licença-maternidade. Nesse contexto, além de enfrentar um mercado de trabalho que não valoriza a profissional que opta pela maternidade, é comum que as mães criem receios sobre o próprio desempenho na criação dos filhos.


Passar boa parte do tempo se dedicando ao trabalho pode gerar uma culpa imensa, como se as mães que trabalham fora precisassem colocar suas carreiras de lado em prol da maternidade. Se você é uma mãe que sabe como é difícil essa preocupação, conheça algumas sugestões que podem fazer a diferença nessa jornada. Confira!


Como lidar com as oportunidades?

É comum encontrar mulheres que adiam a gravidez porque entendem que essa experiência pode interferir na vida profissional. Hoje em dia, a licença-maternidade não é a maior garantia que as mães têm para se sentirem seguras em relação aos seus empregos. Em uma sociedade na qual tudo muda muito rapidamente, apenas a ideia de passar 6 ou 7 meses longe do trabalho pode assustar muitas pessoas.


No entanto, talvez o “momento certo” seja uma miragem que consideramos a fim de reunir as melhores condições para embarcar na maternidade. Os desafios sempre estarão lá e exigirão planejamentos para que tudo não desmorone.


Nesse sentido, é comum que as mães que trabalham fora considerem uma série de fatores ao buscar oportunidades de trabalho. O apoio familiar e de outras pessoas próximas, por exemplo, interferem bastante em transições de carreira, viagens a trabalho, urgências etc.


Como lidar com os padrões da maternidade?

Nossa sociedade sustenta um ideal de maternidade que, muitas vezes, não está relacionado à vida de milhares de mulheres. Em comerciais, filmes e rodas de conversa, ainda é comum ver homens e mulheres discutindo a necessidade de a mulher se dedicar aos cuidados de ser mãe e deixar de lado os compromissos com a carreira.


No ambiente corporativo, esse padrão interfere bastante nas relações de trabalho que se estabelecem entre mães e seus chefes. Os empregadores podem pensar que o fato de ser mãe impede uma pessoa de desenvolver uma carreira crescente e sólida, quando, na verdade, o sucesso profissional é o que vem acontecendo na vida de várias mães.


A boa notícia é que as relações entre profissão e vida pessoal vêm se modernizando e quebrando alguns paradigmas relacionados a ser mãe e estar no mercado de trabalho. Para as pessoas que enfrentam os desafios dos padrões da maternidade, horários flexíveis é um bom exemplo de critério a ser considerado na vida profissional.


Por que obter uma rede de apoio?

Apoio significa contar com alguém sem precisar pedir ajuda a todo momento, estar ao redor de pessoas com disposição a dar carinho e amor e, muitas vezes, priorizar a necessidade do outro em detrimento de interesses individuais.


Há quem encontre apoio nos familiares, há quem encontre em amigos, vizinhos etc. O fato é que todos nós precisamos de ajuda, principalmente as mães que trabalham fora, mesmo quando estão em uma rotina de home office, como tem acontecido em diversos casos neste período de isolamento social. Por essa razão, é importante se localizar dentro de uma rede de apoio com a qual se pode contar até nas situações mais simples.


Esse cuidado é fundamental para se manter emocionalmente saudável. Em meio aos receios que envolvem a relação entre maternidade e vida profissional, ter alguém para falar e obter solidariedade, sem medo de sofrer julgamentos, pode livrar você de preocupações e problemas cotidianos, como ter alguém para ficar com os filhos.


Como aproveitar melhor o tempo com os filhos?

Você não precisa se sentir culpada por não se dedicar quase que integralmente à maternidade. Na verdade, filhos que crescem com mães que trabalham fora tendem a ser mais responsáveis e felizes. Esse é o resultado de um estudo recente, realizado em conjunto pela Universidade de Harvard, a Kingston University e a Worcester Polytechnic, que procurou verificar as relações entre maternidade e mercado de trabalho.


Sabendo disso, veja as nossas dicas a seguir sobre como aproveitar melhor o tempo e melhorar a comunicação com os filhos.


Livre-se das distrações

O estresse na vida de quem procura conciliar o cuidado com os filhos e a carreira é um dos principais desafios. Não é raro enfrentar momentos em que as preocupações de ambos se cruzam, tornando os compromissos diários mais pesados e difíceis de lidar. Até os momentos de lazer perdem o prazer quando isso acontece.


Por essa razão, é importante procurar se dedicar totalmente ao tempo com os filhos. Isso exige necessariamente se livrar de distrações que podem aparecer eventualmente e lembrar você de outros compromissos.


Ou seja, quando se disponibilizar a estar presente na vida das crianças, vale a pena realmente estar de corpo e alma: embarcar nas brincadeiras mais lúdicas possíveis, desligar-se do mundo corporativo e se divertir ao lado dos filhos, em um tempo realmente de qualidade.


Tenha um tempo para si


Na correria do dia a dia, às vezes, é fácil se esquecer de dedicar um tempo para si. Mesmo que seja por um dia ou apenas algumas horas, é importante fazer o lanche que você tanto gosta, assistir àquela série ou conversar com pessoas queridas.


Esses momentos de leveza e distração permitem que você volte a se dedicar de maneira mais saudável aos cuidados de outro ser humano. Dessa forma, você não se deixa levar por estresses ou problemas no trabalho quando estiver com os filhos. Por sua vez, eles se sentem à vontade e se divertem mais quando a família está bem emocionalmente.


Independentemente das motivações das mães que trabalham fora — seja necessidade financeira, seja comprometimento com a carreira —, o que realmente vale a pena é se sentir realizada enquanto pessoa e conseguir transmitir essa boa energia para os filhos. Os desafios são inúmeros e sempre haverá o que aprender, mas nada disso será um obstáculo para o compromisso de ser mãe.


A Escola Mappe é desenvolvimento, preparação, formação e resultado no 🍼 Maternal 👶🏽Educação Infantil 👦🏼Fundamental I e II 👧🏻Ensino Médio. Conheça mais sobre nossa escola: 💻 mappe.com.br 📱 67 3431 1002 Parceiros: 🦁 @sistemaanglo 🧠 @escoladainteligencia.

Escola Mappe Ponta Porã
Logo Escola Mappe

67 3431-1002

Rua Antônio João, 1675 | Ponta Porã/MS

anglomappe@mappe.com.br

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube